Há mais de um mês, manchas de óleo misteriosas começaram a chegar no litoral brasileiro, principalmente no nordeste do país.

Até o momento, 21 praias do Ceará foram atingidas pelo óleo espesso, tornando-as impróprias para banho.

Entenda o caso

O primeiro caso relatado de manchas aconteceu em 2 de setembro em duas cidades do Pernambuco. Desde então, praias em outros estados tiveram o mesmo problema, além do aparecimento de animais cobertos de óleo cru.

Até então, a origem do petróleo era desconhecida. Sabia-se apenas que se tratava de um petróleo diferente, não era o brasileiro, conforme a Petrobrás analisou. Ou seja, já é uma questão internacional.

O óleo começou a tomar conta das praias, animais e dos corais. Já há casos do petróleo invadindo o mangue em área de água doce.

A Marinha do Brasil está monitorando toda a situação e o Governo Federal vem sendo cobrado a tomar medidas mais efetivas sobre isso.

Os impactos ambientais são imensuráveis e recuperação da fauna marinha pode demorar anos!

Praias atingidas pelo óleo no Ceará

  • Barroquinha: Bitupitá
  • Jericoacoara: Praia da Malhada
  • Paraipaba: Praia da Lagoinha
  • Paracuru: Praia do Paracuru
  • São Gonçalo do Amarante: Praia da Taíba
  • Fortaleza: Praia do Futuro e Sabiaguaba
  • Aquiraz: Praia da Prainha
  • Cascavel: Caponga
  • Beberibe: Morro Branco, Barra de Sucatinga e Parajuru
  • Fortim: Pontal de Maceió
  • Aracati: Quixaba e Canoa Quebrada
  • Icapuí: Ponta Grossa, Melancias, Picos, Barreiras, Redonda e Peroba

É possível entrar no mar em praias atingidas?

O recomendado é não entrar, pois pode ser tóxico. Até o momento, 19 pessoas foram intoxicadas pelo contato direto ou indireto com o petróleo cru. Os sintomas da intoxicação são náuseas, vômitos, dor de cabeça, alergias e mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *